Saltar para conteúdo principal »

Paulo Sergio Niemeyer, herdeiro de um dos símbolos máximos da Arquitetura Moderna, vem conhecer o exemplo de Óbidos

O Parque Tecnológico de Óbidos promove a visita a Óbidos, no próximo dia 23 de setembro, do arquiteto Paulo Sergio Niemeyer, para conhecer a estratégia de desenvolvimento local e para partilhar a sua experiência numa conferência, que se realizará na Livraria do Mercado Biológico de Óbidos, pelas 18h00.

Bisneto do carismático Oscar Niemeyer (que projetou a cidade de Brasília e colaborou no projeto de arquitetura da sede das Nações Unidas, em Nova Iorque) é autor do projeto da Nova Cidade de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, que visa transformar aquele município num modelo de sustentabilidade, apostando na despoluição dos rios da região e na construção de uma cidade do conhecimento, com museus e hotéis “verdes”, Paulo Sergio Niemeyer demonstra grande interesse por conhecer as políticas desenvolvidas pelo município de Óbidos quer na educação, ambiente e na economia criativa. Desta forma, o Parque Tecnológico de Óbidos organizou um programa que inclui a visita ao Complexo Escolar do Alvito, à obra dos edifícios centrais do Parque Tecnológico de Óbidos, à incubadora ABC – apoio de base à criatividade, ao COlab e à rede de livrarias.


PAULO SERGIO NIEMEYER

Paulo Sergio Niemeyer (Paris 10 de Fevereiro de 1970) é arquiteto urbanista e designer de móveis brasileiros.
Bisneto de Oscar Niemeyer, filho primogênito da arquiteta Ana Elisa Niemeyer e do arquiteto Walter Makhohl, Paulo Sergio estudou na Universidade Brás Cubas onde surgiu a idéia da Faculdade de Arquitetura em período integral, como pensava Darcy Ribeiro, e que deu origem à faculdade de arquitetura da cidade. Formou em 1999. Em 1999 abre seu escritório: Niemeyer Arquitetos Associados com sede na capital do Rio de Janeiro e também trabalhou no Memorial da América Latina com Oscar Niemeyer e desenvolveu trabalhos com Walter Makhohl na Makhohl arquitetura.


Trabalhou com o Oscar Niemeyer, colaborando como arquiteto em vários projetos, como o caminho Niemeyer em Niterói, Torre de Natal, o Auditório São Paulo no parque do Ibirapuera, Memorial Luis Carlos Prestes e na prefeitura de Niterói, onde colaborou em vários projetos de grande porte, como Palácio Arariboia, Portugal Pequeno, restauro do Forte do Imbuí, Solar do Jambeiro e principalmente o Caminho Niemeyer entre outros.


No ano de 2000 se torna sócio de Walter Makhohl na Makhohl Arquitetura onde participou de projetos de grande porte como EPT (Escola Popular Transformadora) em Marica e FATEC (Faculdade de Tecnologia) em Itu.

Atualmente, trabalha no escritório Oscar Niemeyer, é sócio da Makhohl Arquitetura e dirige o seu escritório Niemeyer Arquitetos Associados. Em seu escritório desenvolve uma vasta gama de projetos de arquitetura, urbanismo e design de produtos para fins corporativos, públicos e residenciais.